segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

O que era o espinho na carne que Paulo teve de suportar?


 
Você Pergunta: Sempre fiquei curiosa a respeito da narrativa onde Paulo recebe um espinho na carne. Fico curiosa também pelo fato de que Deus não aceita retirar o espinho dele. Em algum lugar a Bíblia mostra o que era esse espinho na carne de Paulo?

Cara leitora, vamos entender um pouco a respeito do contexto desse fato narrado por Paulo. Paulo revela que teve revelações especiais do Senhor de uma forma sobrenatural. Porém, é bem comedido nos detalhes dessas revelações para não se exaltar e ser visto como um “super-homem”. Paulo foi humilde. Apesar disso, as revelações são narradas como coisas grandiosas, que homem algum já teve contato (2 Coríntios 12.1-4).



O resultado dessa experiência de Paulo, além de tudo que viu e aprendeu, foi um espinho na carne colocado por Deus propositalmente para que Paulo não desse asas ao orgulho humano: “Para impedir que eu me exaltasse por causa da grandeza dessas revelações, foi-me dado um espinho na carne, um mensageiro de Satanás, para me atormentar.” (2 Co 12.7 – NVI). De alguma forma esse espinho sempre lembraria Paulo de ser humilde diante de Deus e dos homens.

Qual você quer? Escolha e clique:
Teologia sem mensalidades - Kit para pregadores - Memorização da Bíblia - Ver Outros


Porém, um espinho sempre será um incômodo em alguns momentos. Fato esse que levou Paulo a orar três vezes a Deus para tirá-lo Dele, e as três vezes Deus negou uma resposta positiva ao pedido com a explicação de que a Sua graça era o bastante (1 Coríntios 12.8-9). Isso significa que esse espinho, apesar de incomodar, não iria ser capaz de ser mais forte que a graça que capacitava Paulo a fazer a obra de Deus.

Mas o que era esse espinho na carne de Paulo?

Boa parte dos teólogos aposta em alguma enfermidade, pois esse espinho foi colocado sobre a carne, o que representaria algum sofrimento físico.

Talvez a única pista de um incômodo físico (doença) na vida de Paulo seja um problema de visão. Fato este que fazia com que Paulo tivesse que ditar suas cartas para que alguém as escrevesse. Isso é bem claro nesse texto: “A saudação é de próprio punho: Paulo. Este é o sinal em cada epístola; assim é que eu assino.” (2 Ts 3. 17). Também temos essa mesma situação em 1Co 16.21, Cl 4.18 e Gl 6.11. Paulo assinava as cartas com um sinal para demonstrar sua autenticidade já que não iam escritas totalmente por sua letra.

Talvez isso seja o mais próximo do que poderia ser esse espinho. Porém, não temos detalhes adicionais que nos façam afirmar com 100% de certeza o que era realmente. Em minha opinião, um problema de visão se enquadra na descrição desse espinho na carne, desse incômodo na vida de Paulo, mas que não o impedia de, pela graça de Cristo, fazer a obra de Deus satisfatoriamente.

fonte: https://www.esbocandoideias.com/2014/11/o-que-era-o-espinho-na-carne-que-paulo-teve-de-suportar.html#sthash.rlLs0RF6.dpuf

FIGURA!!!