segunda-feira, 6 de março de 2017

JOSUÉ TRINDADE: Posso fazer jejum de chocolate, refrigerante, TV, ...

tudo  aqui    JOSUÉ TRINDADE: Posso fazer jejum de chocolate, refrigerante, TV, ...: Você Pergunta: Gostaria de saber sobre jejum: É valido jejuar de algo no qual eu goste muito, exemplo: chocolate, café, refrigerante, ...





Posso fazer jejum de chocolate, refrigerante, TV, etc? É bíblico?










Você Pergunta: Gostaria de saber sobre jejum: É valido jejuar de algo no qual eu goste muito, exemplo: chocolate, café, refrigerante, etc. E o jejum de coisas que não são alimento? Deus aceita todos esses tipos de jejuns?

Cara leitora, o jejum é um ato espiritual. Quando jejuamos estamos mostrando que a dependência de Deus e o próprio Deus são prioridades sobre qualquer prazer (licito) que possamos ter na carne. Daí o fortalecimento espiritual que o jejum traz na vida de quem o pratica. Jejuar parece algo simples, mas não é, pois somos muito ligados aos prazeres (lícitos) da carne. Jejuar é sempre um desafio.

O padrão bíblico do jejum é o jejum de alimentos. A grande maioria das passagens bíblicas que falam sobre jejum aponta para esse tipo de jejum. Por exemplo: “Buscou Davi a Deus pela criança; jejuou Davi e, vindo, passou a noite prostrado em terra. Então, os anciãos da sua casa se achegaram a ele, para o levantar da terra; porém ele não quis e não comeu com eles.” (2Sm 12. 16).


Porém, temos também menção do jejum de alimento e de água, mas somente em casos mais especiais e por períodos menores (excetuando, é claro, o jejum de 40 dias praticamente sobrenatural de Moisés, Elias e Jesus). “Esdras se retirou de diante da Casa de Deus, e entrou na câmara de Joanã, filho de Eliasibe, e lá não comeu pão, nem bebeu água, porque pranteava por causa da transgressão dos que tinham voltado do exílio.” (Ed 10. 6)

Nesse sentido é importante ressaltar que o jejum deve sempre ser acompanhado de bom senso. Pessoas frágeis, de idade avançada, com problemas de saúde, ou que fazem trabalhos mais pesados, devem fazer jejum de uma forma que não as prejudique. Talvez essas pessoas devam optar por jejuns parciais, jejuns de algum tipo específico de alimento, etc. O que vale é aquilo que você combinar com Deus. Ele sabe seus limites e as intenções de seu coração. Jesus mostrou que o jejum é algo bem íntimo entre quem jejua e Deus: “Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o rosto, com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim ao teu Pai, em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. (Mt 6. 17)

foto de um quadro!!